top of page

Fabio Luis lamenta suspensão de distribuição de mudas em Dourados

Atualizado: 16 de mar. de 2022



O vereador Fabio Luis (Republicanos) lamentou durante a Tribuna Livre da 6ª sessão ordinária da Câmara de Dourados, a suspensão da distribuição de mudas e a precarização do viveiro municipal, gerido pelo IMAM (Instituto de Meio Ambiente).


O parlamentar visitou o local na sexta-feira (11/03) e constatou a falta de empenho do Poder Público na valorização do espaço, que hoje possui apenas dois servidores para cultivo e manejo de mudas de árvores, visando a expansão e manutenção da arborização da cidade.


Fabio Luis relembrou o período em que esteve à frente do IMAM, durante o ano de 2017, tempo em que o viveiro de mudas contava com cerca de cinco funcionários e convênios de estágio com faculdades de agronomia do município.


“Para a minha tristeza, em visita ao viveiro na sexta-feira constatei a procedência de uma denúncia encaminhada ao meu gabinete, de que a Prefeitura de Dourados deixará de fazer a distribuição de mudas à população. As mudas que estão lá ficarão disponíveis apenas para uso do poder público. Além disso, não há veículo para captação de sementes de árvores nativas, como sempre foi feito, e também há falta de insumos para o manejo adequado das mudas”, afirmou o parlamentar na tribuna.


Fabio Luis questionou as prioridades da atual administração, que apesar de ter um orçamento bilionário e um fundo municipal de meio ambiente, segue deixando em estado de abandono as estruturas e atividades de preservação e promoção ambiental.


ESPUMA NO CÓRREGO LARANJA DOCE


No início do mês de março, o republicano encaminhou ofício ao IMAM solicitando análise do córrego Laranja Doce, após constatação de espuma no curso d’água que passa sob a Rua Albino Torraca e as avenidas Presidente Vargas e Hayel Bon Faker.


Para o parlamentar, que é arquiteto e urbanista com extensa carreira da defesa das áreas de preservação ambiental, a presença de espuma no córrego pode indicar a presença de produtos impuros ou até elementos químicos despejados através do esgotos clandestinos, e que podem estar prejudicando o meio ambiente da região.


13 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page