top of page

Fabio Luis questiona atraso de 4 meses nos salários de médicos da UPA e HV

O vereador Fabio Luis (Republicanos) usou a tribuna da Câmara de Dourados para questionar o atraso do salário de médicos que atuam na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e Hospital da Vida. Em alguns casos, o atraso no pagamento já perdura em quatro meses.


Em requerimento à Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados), o parlamentar exige esclarecimentos sobre a falta desses pagamentos, uma vez que a ausência dos repasses pode comprometer o atendimento na média e alta complexidade da saúde pública de Dourados.


Durante discurso, Fabio Luis contextualizou o dilema dos profissionais, que são contratados por empresas terceirizadas ligadas à Funsaud, não assumindo vínculo empregatício diretamente com a autarquia.


“A responsabilidade de pagar os médicos é da empresa contratada, independente dela receber ou não da Funsaud. A empresa quando ela é contratada, e para isso existe o processo de licitação, é preciso conferir o potencial da empresa, o seu capital social. Porque já aconteceu de as empresas fecharem as portas, irem embora, e ficarem para os médicos a responsabilidade de ir atrás de receber”, destacou o parlamentar.


Fabio Luis reiterou que a discussão trata de “coisa séria, de saúde, de dinheiro público e do direito de quem trabalha, de receber por aquilo que fez”.


A Funsaud, em nota emitida nesta terça-feira (16/08), afirmou estar em dia com todos os pagamentos da Avive Gestão de Serviços Médicos Ltda., empresa especializada na Prestação de Serviços Médicos, em regime de plantão de 12 horas, para atender a população de Dourados e macrorregião.

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page